fbpx

AUDITTO TRENDS #06

Auditto Trends: Este é o resumo semanal de notícias que a Auditto preparou para você com os destaques das áreas contábil, fiscal e de tecnologia. Veja os principais tópicos dessa semana:

Links maliciosos preocupam empresas. De acordo com uma pesquisa da Flipside, empresa especializada em segurança da informação, a maior preocupação dos gestores de segurança digital nas empresas são os cliques em links maliciosos. Segundo o estudo, cerca de 27% das empresas brasileiras investem mais de R$ 5 milhões por ano em campanhas para diminuir os riscos. Quem mais gasta é o setor financeiro. Saiba mais!

Apps chineses disputam mercado brasileiro. Dois aplicativos chineses estão travando uma “batalha” por usuários aqui no Brasil: Tik Tok e Kwai. Ambos têm como características serem apps com vídeos curtos e boas ferramentas de edição, muito populares entre os adolescentes. Entre 4 e 7 de setembro, o Kwai foi o aplicativo mais baixado no Brasil na loja do Google. Em resposta, a Bytedance – startup avaliada em 75 bilhões de dólares que faz o Tik Tok -, colocou o país como prioridade para sua expansão.Saiba mais!

WhatsApp deve passar a ter pagamentos através do Facebook Pay. Uma nova atualização da versão beta do WhatsApp mostra que o aplicativo de conversas deve passar a integrar o Facebook Pay em breve. O serviço é semelhante a uma carteira digital pela qual você pode fazer pagamentos por aplicativo, sobretudo com mira em empresas digitais. Saiba mais!

Banco Central estipula menor Selic da história. O Comitê de Política Monetária decidiu fazer o segundo corte seguido de 0,5% na Selic, que chega a 5,5%, a menor taxa básica de juros da história. No comunicado, o Copom reforçou a ideia de que o ciclo de corte de juros não acabou, avaliando “que a consolidação do cenário benigno para a inflação prospectiva deverá permitir ajuste adicional no grau de estímulo”. A expectativa do mercado é de que os juros encerrem o ano em 5%. Saiba mais!

Governo desiste de congelamento do mínimo. O Ministério da Economia informou que vai manter o poder de compra do salário mínimo no país. Assim, fica vetada a ideia de congelar o valor do piso salarial em situações de crise fiscal. Para o ano que vem, o governo prevê reajuste do mínimo de R$ 998 para R$ 1.039. O aumento já leva em conta apenas a inflação. Saiba mais!

Post by Saulo Novaes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0
0
image
https://auditto.com.br/wp-content/themes/hazel/
https://auditto.com.br/
#26ade4
style1
paged
Carregando...
/var/www/auditto/
#
on
none
loading
#
Sort Gallery
on
no
yes
off
off
off