A tecnologia na contabilidade possibilita a integração de softwares e ferramentas cada vez mais inteligentes para tornar os processos mais ágeis e seguros. De acordo com informações divulgadas pela Page Group, o Brasil está passando por muitas transformações na economia e existem 38 cargos que recebem destaque no mercado de trabalho. Entre eles é possível identificar o de analista contábil. Um relatório divulgado no Guia Salarial 2020 mostrou que as áreas de Contabilidade e Finanças são crescentes.

Empresas que implementam sistemas de Business Intelligence (BI) e demais sistemas tecnológicos criam oportunidades diferenciadas no mercado e valorizam os profissionais que têm a capacidade de olhar as operações por ângulos diferentes. Assim, garantem projetos precisos e inovadores.

E para o contador? Quais são os impactos da tecnologia? Reunimos neste post os principais. Continue a leitura e fique por dentro do assunto!

Promove a redução de custos com a tecnologia na contabilidade

As inovações tecnológicas surgem com muita rapidez no mercado. E nem sempre é financeiramente viável investir em todas as possibilidades. O setor contábil ainda é bastante resistente às mudanças e são poucas as empresas que veem oportunidades de crescimento e eficiência em softwares ou ferramentas.

No entanto, é importante destacar que as inovações em tecnologia promovem grandes avanços também na diminuição de custos. E isso não significa diminuir o número de funcionários ou cortar gastos. Quando o escritório contábil investe no recurso adequado às suas necessidades, há a otimização do tempo e a agregação de mais valor às atividades. Ademais, falhas e erros humanos são reduzidos, o que favorece as entregas no prazo combinado, o que também evita possíveis multas e penalidades.

Melhora a rotina operacional dos profissionais

A tecnologia na contabilidade é sempre associada à implementação de novas ferramentas que informatizam as tarefas e robotiza algumas atividades. Mas não é só isso! A otimização dos processos permite também que a gestão seja aperfeiçoada, o que leva aos resultados desejados traçados pelo negócio.

Quando os processos do escritório contábil são otimizados graças à inserção de tecnologias, é possível ter uma visão ampla do que está acontecendo no dia a dia da empresa. 

E também: compreender, executar, monitorar e mensurar as atividades de acordo com o que foi traçado no planejamento. Assim, os profissionais trabalham de uma forma mais organizada, produtiva e estratégica. Consequentemente, os clientes ficam mais satisfeitos e propensos à fidelização.

Aumenta a produtividade com a implementação da tecnologia na contabilidade

E por falar em melhorar a rotina operacional dos profissionais, outro impacto positivo da tecnologia na contabilidade é o aumento da produtividade. Softwares e ferramentas atuais possibilitam que os funcionários colaborem de modo efetivo para atingir os melhores resultados. 

Quando os recursos tecnológicos são utilizados de acordo com as necessidades do negócio, eles proporcionam uma melhor comunicação entre os setores e aproximam as equipes.

O setor contábil, ao adotar novas ferramentas à rotina, conquistou um melhor aproveitamento das horas úteis dos profissionais. Isso porque as tarefas que demandavam muito tempo passaram a ser automatizadas. Assim, os colaboradores puderam se dedicar mais às atividades mais importantes para a estratégia dos clientes, sendo mais produtivos, eficientes e motivados.

Facilita a captação de clientes com perfis modernos

Como mencionamos, o setor contábil, apesar de estar em expansão e ser promissor, ainda é resistente às mudanças atuais. Muitos processos ainda são feitos manualmente, ainda há muitas tarefas burocráticas, que levam a maiores chances de falhas humanas e, consequentemente, punições para os clientes. 

Por isso, os escritórios que querem se posicionar no mercado e se destacar diante da concorrência precisam investir em tecnologia.

Nesse sentido, é válido destacar que o empreendedorismo no Brasil está em alta. O perfil dos empreendedores, de acordo com informações do Data Sebrae, é formado por indivíduos que têm entre 35 e 44 anos (25%) e 45 e 54 anos (25%).  

A primeira parcela representa pessoas da geração X (nascidos entre 1961 e 1981), a segunda representa a geração Y (nascidos entre 1981 e 1996). São pessoas que tiveram mais contato com a tecnologia e, por isso, são mais abertas a mudanças. 

São perfis que priorizam a praticidade e não têm medo de inovar — e é justamente por conta disso que empreendem.

Nesse sentido, quando um escritório de contabilidade tem como aliada a tecnologia, ele alcança com mais facilidade esse grupo de pessoas que prefere processos novos, modernos, práticos e ágeis.

Acompanha as mudanças da legislação

A tecnologia na contabilidade teve como pontapé inicial as mudanças no sistema tributário. Um exemplo prático é a nota fiscal eletrônica que, antes, era feita em papel e de forma manual. 

Atualmente, a emissão da NF-e em ambiente digital é obrigatória. Logo, os escritórios de contabilidade precisaram se adequar à essa exigência assim que foi determinada.

Quem já tem a tecnologia como aliada dos processos também garante que tudo está sendo feito de acordo com a legislação, sem ser pego de surpresa ou correndo o risco de prejudicar algum processo ou cliente.

A tecnologia na contabilidade está recebendo muito destaque por conta do impacto positivo que proporciona. As possibilidades são variadas e atendem a diferentes necessidades e prioridades. O investimento na solução certa faz com que o escritório se beneficie em diversos sentidos e, claro, opere de um jeito muito mais eficiente.

E você, já conhecia os impactos da tecnologia na contabilidade? Viu como ela é essencial para empresas contábeis que querem se destacar no mercado atual? Então, aproveite a visita em nosso blog e veja 4 dicas para fazer a transição para a contabilidade digital.

Sobre a Auditto

A Auditto é uma empresa especialista na oferta de soluções completas de software de alto valor tecnológico para redução da carga tributária, recuperação de créditos e compliance fiscal.

Siga-nos em nossas redes: